Aprendendo francês (ou inglês, alemão, japonês) sem gastar nenhum tostão

Como sou muito mão de vaca consciente, testei todas as formas imagináveis de aprender francês de graça antes de sair do Brasil, pra não chegar lá tão basicona nem deixar as calças numa Aliança Francesa da vida.  Uma das formas mais legais é a que te conecta com franceses de verdade (ui), que por alguma razão obscura querem aprender português. A forma de encontrá-los é através do site Conversation Exchange. Foi através dele que eu conheci um francês chamado Zizou e me senti com dois anos de idade.

A proposta é simples: você se cadastra, escolhe que línguas quer aprender e quais pode ensinar, e se quer fazer isso via email, chat ou pessoalmente. Normalmente os encontros duram 2 horas, uma hora pra você aprender e outra pra ensinar.  Eu me cadastrei algumas semanas antes de chegar na França e quando cheguei lá já tinha bastante gente querendo conversar comigo. A maioria queria treinar inglês (nativos são tão disputados que o pessoal lá não consegue agendar, aí recorrem pra quem fala inglês como segunda língua mesmo), mas com um pouquinho de paciência dá pra conhecer gente legal querendo aprender português também. Ainda mais agora que Brasil tá na moda, né.  Se você não quer encontrar ninguém pode aprender no conforto do seu sofá, de pijama,  através do Skype. Tudo é questão de combinar com seu parceiro de aprendizagem.

E vocês,   já testaram outro serviço parecido?

Leia também

Conversas profundamente infantis

Como escolher a escola de idiomas

Anúncios
Categorias: Aprendendo Francês, Mão de vaca | 6 Comentários

Navegação de Posts

6 opiniões sobre “Aprendendo francês (ou inglês, alemão, japonês) sem gastar nenhum tostão

  1. Tynnah

    Olá… Adorei cada palavra tua nesses textos…cada foto… Tuuudo!
    Estou passando por uma mudança emocional e, gostaria tanto de poder “conversar” com vc… Seria ótimo se fosse possível…
    bjaozao e mega obrigada pelas diversas dicas.

    • oi Tynnah, que legal que você curtiu! Claro que a gente pode conversar! Me adiciona no Facebook e a gente fala por messenger, pode ser?

  2. Anônimo

    Lisiane

    Estive algumas vezes em Paris no período em que morei em Portugal e Alemanha. A cidade é linda e intrigante, porém não deixe de visita outras partes do país; como por exemplo monte Saint-Michel na Normandia.

    Vou esperimentar sua dica.

    Valeu!
    João Campos

    • João, você por aqui! Saudade de você! Me cocei muito pra ir pra Mout St. Michel, mas no final achei melhor deixar pra ir uma outra vez, já que dessa meu foco era sugar tudo o que eu pudesse de Paris. Mas na próxima eu vou. Beijo!

  3. a pessoa tem alguma garantia de q a pessoa com quem ela vai conversa sabe realmente bem o idioma?

    • Não tem garantia, por isso o melhor é sempre procurar conversar com nativos. Se não gostar da pessoa, é só não marcar mais!

Comente aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: