Esse ninho de rato chamado cabelo

se nada der certo, finja que é proposital e faça a diva

A França é um lugar cheio de paradoxos. Tem os melhores perfumes do mundo e um povo com fama de fedido. Fala a língua mais afrescalhada mas tem os relatos pavorosos de guerras sangrentas movidas por um povo meio sádico.  Eu estava na terra dos melhores cosméticos e nunca na história desse planeta meu cabelo se comportou tão mal.

TUDO CULPA DA ÁGUA 

Sim, trabalhamos com distribuição de culpa. O que se passa é que a água lá dazoropa é bem diferente da nossa aguinha da torneira do Brasil. É uma água “dura”, cheia de calcário e outros minerais, dá pra beber sem medo mas se acumula nos fios e transforma sua cabeça em um belo ninho de rato. Além de deixar sua pele seca e repuxando, um luxo.

Portanto, quando você vê um francês de cabelo feio, mais feio ainda é sair julgando a falta de banho do cidadão. Pode ser só o depósito de calcário que ele carrega pelos caminhos da vida.

Com meu espírito detetivona, encontrei várias opções pra que você, viajante descolado e glamouroso, não passe pelos mesmos perrengues:

1 – Resolva o problema da habitação dos pássaros – Pelo menos enquanto você estiver zanzando por lá eles terão um ninho pra chamar de seu.

2 – O bombril na cabeça você já tem, pode se alugar como antena e fazer uns trocos pra pagar suas comprinhas.

3 –  Arranje um emprego de espantalho nos vinhedos da França.

“amiga, que lindo ficou esse tom de loiro em você!” “magina, o seu que é lindo”

Mas não priemos cânico, existe solução! Se chama QUELAMENTO, que nada mais é do que uma desintoxicação dos minerais depositados no cabelo. Antes que você jogue seu computador pro alto e chore sentado no cantinho, calma que é fácil. A Alexia do ArtdeViv já escreveu um post ótimo sobre o assunto. Além das dicas sobre como tirar todos os minerais acumulados do seu ser (só não tira as mágoas), tem outras boas sobre os produtos que vão funcionar quando você voltar pro Brasil.

É muito importante ficar atento a isso, senão você acaba gastando em produtos que só vão ter efeito naquelas condições de clima e de água.

Obviamente só descobri esse post na volta, gastei uma pequena fortuna em shampoos e cremes e voltei pra casa com cabelo ruim e pele seca. Mas cheia de cosmético que funcionaram aqui, ha! Apesar de não encontrar meus cremes da La Roche Posay pelas farmácias (alguns são muito leves pro clima europeu, só existem na versão exportação), minha pele é mais seca e os cremes que eu trouxe fizeram maravilhas aqui nesse Brasil de creminhos leves. Shampoos idem. Mas já acabou tudo e não pretendo vender o corpo pra comprá-los com barras de ouro por aqui. Tô aceitando sugestões.

Gostou? Então me segue no Twitter! 😀

Anúncios
Categorias: Informações práticas | Tags: | 11 Comentários

Navegação de Posts

11 opiniões sobre “Esse ninho de rato chamado cabelo

  1. Anônimo

    decidi vou careca e levar um frasco de oleo de soja para paris e fica tudo certo na hora das fotos boto peruca e depois tiro la ninguem vai mim ver mesmo quando voltar ja cresceu cabelo pequeno gasta menos creme da menos trabalho e oleo de soja se banha dele so nao pode ta quente se vc vira assado mas nao tem problema vc nao ta na china se nao eles te come kkkkkkkk la se come de tudo e se fede nao tem problema tb nao franca ninguem liga para o fedo…….

  2. Adorei!! 🙂

  3. Oi Lizzie, td bem?

    Fiquei super chatiada com essa história da água…. Como assim? O meu cabelo já é um próprio fuá aqui no Brasil, imagina se eu passar um tempão pelas Zoropas então 😥

    Sério, sou capaz de lavar meus cabelos com água Perrier huahahua brincadeirinha, mas se bem que nesse caso até o Rio Sena tá valendo, né? Deve ser mais puro que a água da torneira ou aquelas fontes na Place de La Concorde também hehe

    O jeito então é assumir o ninho e ser feliz!!!

    Bjos

    • Vania, A parte legal é que quando seu cabelo fica ninho ele fica igual ao das francesas, só fazer um coque meio mal feito, botar uns grampos e voilà! Uma francesa autêntica! Beijos!

  4. Alanna.

    O cabelo nem tanto ( mas não está ileso não!!!!),mas a minha pele…PELAMORDEDEUS…uma lixa tá perdendo perto dela…secaaaaaaaaaaaaaaa! Diz aí o nome do ‘santo’ creme (com precinho módico,viu?!) Desses q a gnt acha no carrefour ou naquelas farmácias…

    Eu confesso que surto com a quantidade de la roche posay que vejo aqui,mas ainda não comprei nada…(só o toleriane da outra vez!)

    Aguardo diquinhas!;)

    • Oi Alanna! Olha, ouvi de duas vendedoras aí que as brasileiras são obcecadas com La Roche, mas que nem é a melhor marca. Mas eu comprei um cremão pra pele seca chamado Lipikar, pro corpo, e o Hydraphase pro rosto, e gostei muito. Ambos da La Roche (hehehe, nem aí pras vendedoras), são bem densos. Talvez resolvam pra você, porque minha pele é esse papel contínuo e ajudaram muito. Com desodorante foi pior, uma hora eu conto aqui o dia que saí fedida por culpa do desodorante francês.

  5. Jacqueline

    Não senti bulhufas de diferente com o cabelo e a pele, Só um dia é que ele não se ajeitou de jeito nenhum e aí – hanhan – apelei para uma superultraperucafrontlace e tirei minhas fotos bem bacaninhas. Desde algum tempo, onde quer que eu vá viajar, levo esse socorro das fêmeas descabeladas. Fico meio assim assim de usá-la, mas, ao final, fico mais bonitinha e mais calminha do que enfrentando o desastre que é cabelo em viagem em lugar estranho.

  6. Meu cabelo sofreu muito quando cheguei aqui com meus produtos brasileiros, mas depois de um tempinho fiquei bem contente com ele! O lado bom é que para mim os cabelinhos novos ficam bem sentadinhos onde devem estar, diferente do Brasil, que com a umidade tudo ficava em pé, “espetado”! Aprendi aqui que condicionador (après-shampooing) tem como função principal retirar o excesso de calcário que fica armazenado no cabelo e que os deixa pesados, embaraçados e sem brilho. Tem a história de enxaguar com agua mineral ou diluir vinagre (de preferência de maçã) e jogar no último enxague, o mesmo efeito para com o calcário… Mas tenho preguiça.
    Quanto à minha pele, tive uma alergia ao frio/vento no meu segundo inverno e depois comecei a tomar mais culdado com a pele. Além dos produtos nutritivos para a pele, tão importante quanto são os cuidados com os produtos de limpeza, que devem limpar sim, mas sem “decapar” a pele, que fica desprotegida. Hj eu lado com um produto leve 1X ao dia e na segunda só uso um laite demaquiante, sempre utilizando um tônico sem álcool após (neutraliza os efeitos do calcário e tonifica apele), para depois partirpara o creme! Mudo de acordo com as necessidades da pele. Quando vou muito seguido à piscina tem que ser algo bem power mesmo, mas no verão um fluido mais leve. Mas até para o corpo tem que ser um produto lavante com propriedades nutritivas, nada a ver com os doves da vida!!!
    Mas até a gente se adaptar e encontrar o produto que nos convém, a gente sofre!!!!

  7. vender cabelo para a construção civil

Comente aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: